Arquivos da categoria: Viagens de ônibus

Obra da Copa priorizará acesso à Rodoviária de Curitiba

Linhas de ônibus mudarão de lugar.

Linhas de ônibus mudarão de lugar.

Pelo menos metade do fluxo de ônibus rodoviários que cercam as principais avenidas que dão acesso á Rodoviária de Curitiba deve deixar de fazer parte do local a partir de maio. De acordo com uma das obras de mobilidade urbana proposta pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa do Mundo, do Governo Federal, o trânsito na Avenida Presidente Affonso Camargo e também nos viadutos do Colorado e do Capanema pela Avenida Prefeito Omar Sabag devem melhorar em breve.
O recurso orçado em R$ 5,12 milhões e que começou em fevereiro, está sendo executado pela empresa Betacem Construções e Empreendimentos Ltda, em três locais de acesso que ficam aos arredores do terminal rodoviário da cidade.

Parte das saídas realizadas pelas companhias de ônibus será transferida para a via na Rua Dario Lopes dos Santos, entre a Rua Conselheiro Laurindo até a futura continuação da Avenida Comendador Franco (Avenida das Torres), em uma extensão de 480 metros. O local terá acesso exclusivo e prioritário para a circulação dos ônibus.
A Rua Conselheiro Laurindo, entre a Rua Dario Lopes dos Santos e a Avenida Silva Jardim, devem ficar mais largas e passarem por recuperação asfáltica e fresagem em todo o trajeto. Neste trecho, os ônibus deverão se locomover sem faixas exclusivas como já vem acontecendo há algum tempo.

A terceira etapa consiste na construção de um novo acesso rodoviário para a rodoferroviária de Curitiba, permitindo que a rua do prolongamento do viaduto Colorado possa garantir o deslocamento excluído das auto viações que operam no terminal. A obra fará com que os ônibus entrem na rodoviária sem passarem pela Avenida Presidente Affonso Camargo.
Além das melhorias promovidas no sistema de acessibilidade a cadeirantes e passageiros com mobilidade reduzida no terminal rodoviário da capital do Paraná, o pacote de obras para a cidade inclui a execução de trabalhos de drenagem, terraplenagem, pavimentação, instalação de galerias celulares, alargamento de ruas, sinalização horizontal e vertical, sinalização semafórica, calçamento, e relocação de rede de iluminação pública.
A Copa do Mundo ainda deve colaborar com a inserção de um projeto que ligará o Aeroporto de Curitiba com a rodoferroviária.

Taxistas ameaçam grave nas Rodoviárias de São Paulo as vésperas da Copa

Se táxis pararem, os ônibus extras devem entrar em ação.

Se táxis pararem, os ônibus extras devem entrar em ação.

As Rodoviárias de São Paulo estão preocupadas com uma ameaça de paralisação feita por taxistas da cidade, no último domingo (16), através de um dos porta-vozes de cooperativas da categoria.
Eles querem realizar uma greve geral como forma de represália ao anúncio de proibição de circulação nos corredores feitos apenas para o uso dos ônibus.
O movimento será definido nos próximos dias em acordo com membros da assembleia do sindicato.
Por causa do grande fluxo de turistas e da cobertura mundial durante a Copa do Mundo, é possível que haja uma paralisação dias antes do torneio começar, com o objetivo de pressionar o prefeito Fernando Haddad.

Quem conduz os táxis na capital estão proibidos de circularem pelos corredores de ônibus, de segunda a sexta, durante o horário de maior movimentação, entre às 6h e 9h, e às 16h às 20h. A medida válida a partir dessa segunda (17) foi acatada pela prefeitura depois que o Ministério Público recomendou verificações no desempenho dos coletivos.
Apesar de a nova decisão começar a valer nesta semana, as multas e a fiscalização só entrarão em vigor no dia 14 de abril.
Para a cooperativa dos taxistas, a paralisação do transporte pode prejudicar drasticamente o trânsito rodoviário e as viagens de metrô. “Vamos paralisar a cidade e o prefeito terá que entender que sem um sistema de ônibus e metro eficiente, os turistas e os próprios paulistanos têm o táxi como um de seus principais meios de transporte para a Copa“, declarou Jovino.

Para realizar a façanha com sucesso, é preciso que todos parem de rodar.
Ao contrário do que consta em relatórios apresentados por sindicalistas, a prefeitura acredita que sem os táxis, as viagens de ônibus realizadas com livre acesso pelos corredores são 20% mais rápidas. Segundo o órgão público, outras vias que até então eram apenas utilizadas por companhias de ônibus, foram liberadas aos taxistas, para compensar a proibição. Quem não respeitar a lei será multado.
Se o serviço de transporte rodoviário particular realmente parar, é possível que a prefeitura de São Paulo coloque ônibus rodoviários extras para suprir a deficiência de embarques até os bairros da cidade e outras regiões afastadas do metrô.

Passagens rodoviárias intermunicipais de SP estão mais caras

Passagem Rodoviária de São Paulo para linhas suburbanas, rodoviárias e intermunicipais subirão no domingo, dia 16 de fevereiro. Não foram apenas os ponteiros dos relógios dos paulistanos que mudaram de lugar no último domingo, 16. Além de atrasar uma hora com o fim do horário de verão, a data foi marcada com reajustes no preço das passagens rodoviárias para viagens intermunicipais, e de linhas suburbanas e rodoviárias que ligam o Estado.
Os valores que competem apenas para os ônibus que não viajam entre as grandes metrópoles, passaram a ser praticados de acordo com índices inflacionados de 6,54% nas linhas suburbanas e 7,24% para viagens rodoviárias. Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo, a EMTU, responsável pela regulamentação das novas tarifas, vários quesitos relacionados aos gastos com operação e administrativos, como salários da categoria e o custo do óleo diesel foram considerados predominantes para a aplicação do reajuste que vale para todo o estado de São Paulo.

A última vez em que os paulistanos tiveram que desembolsar mais para embarcar de ônibus, foi em novembro do ano passado. Na ocasião, a EMTU elevou os valores das passagens em 6,85% para ambas as linhas, sendo que a inflação registrada na época acumulava cálculo de 9,08% (IPC-A).
Médias e curtas viagens entre cidades interinas de São Paulo estão na mira do novo reajuste. Apenas linhas que partem de dentro da capital e de outras grandes cidades estão temporariamente livres.
De acordo com levantamento da EMTU, chegou a quase a 10% o último aumento de salários dos funcionários que trabalham nas companhias de ônibus operantes por toda região sudeste do Brasil. Esse e outros gastos adicionais como a elevação de 15% no preço do óleo diesel consumido para dar vida aos motores, não deu escapatórias de salgar a carteira do usuário na hora de passar pela roleta.

Só em São Paulo, 631 linhas de ônibus e 431 viagens suburbanas que compõe todo o sistema rodoviário sofrerão o aumento.
Quem depende diariamente desse tipo de transporte para trabalhar e quer aliviar o orçamento no final do mês, pode reservar suas passagens através de bilhetes que possuem validade de um ano.
No Rio de Janeiro, viagens intermunicipais também já tiraram suas tarifas rodoviárias elevadas no começo desse ano.

Estrangeiros investem em passagens rodoviárias no Brasil

Empresários poloneses investem em site de venda de passagens rodoviárias no Brasil. Copa do Mundo motivou grupo de estrangeiros a apostarem em negócio liderado por brasileiros.

Cidade é uma das sedes da Copa do Mundo

O aquecimento na procura de viagens programadas para levar milhares de turistas até as cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014 e a forte retomada do público perante o setor rodoviário desde o começo de 2012, motivou três empresários da Polônia a investirem em um site que comercializa passagens rodoviárias para todo o país.
Com a ideia de propor uma ferramenta exclusiva para atender aos usuários de ônibus, o trio lançou em agosto do ano passado, o site Quero Passagem, com a ambição de se tornar o maior buscador de passagens rodoviárias do Brasil.
Diferente da concorrência, o site aposta em um conteúdo próprio, divulgando muitos passeios, informações sobre as rodoviárias e companhias de ônibus disponíveis.

Segundo o sócio diretor Lukasz Gieranczyk, que é polonês mais morou cerca de 20 anos no Brasil, o turismo é o motivo pelo qual movimenta este mercado, visto que o consumo de bilhetes tem aumentado, assim como o investimento na área, tanto pelo capital internacional (investidores), adentro pelas auto viações. “Visualizei melhores situações de vida dos brasileiros, com salários maiores, me deparando com um novo público disposto em aproveitar e visitar parentes distantes, estudar e viajar pelas maravilhas do país”, explica.
A agência de turismo on-line criada pelos europeus já tem credenciamento com 30 auto viações e possui buscador flexível e fácil de usar para facilitar a vida dos passageiros na hora de encontrar as passagens de ônibus mais em conta. Esta ferramenta permite a pesquisa de preços, reserva de passagens e compra de bilhetes de forma prática e segura.

Além de simplesmente vender e reservar as poltronas, a intensão é dar aos seus clientes e curiosos, a possibilidade de se informar mais sobre seus roteiros, conhecer mais das cidades desejadas, através do conteúdo no site, podendo pesquisar diferentes horários, companhias e trechos, sabendo valores e informações como pontos turísticos, dicas de terminais de embarque e desembarque brasileiros,  com notícias relacionadas em seu blog.
Desde que começou suas atividades, a Quero Passagem já está facilitando a vida das pessoas e fazendo surgir um conhecimento maior do Brasil, o qual se prepara ainda para atrair muitos pelos grandes investimentos no Esporte, Cultura e Turismo.

Rodoviária Novo Rio recebe 450 mil passageiros na virada do ano

Mais de 450 mil passageiros de ônibus vão até a Rodoviária Novo Rio.

Mais de 450 mil passageiros de ônibus vão até a Rodoviária Novo Rio

Mais de 450 mil pessoas passaram pelas plataformas de embarque e desembarque da Rodoviária Novo Rio durante a virada do Ano Novo.
O número de turistas que foi superior à expectativa aguardada pela administração do terminal no Rio de Janeiro para o último dia do ano só foi crescendo com a aproximação da data.  Por causa das festas, a maior oferta nas passagens de ônibus começou a aquecer o mercado pelo menos cinco dias antes do Natal chegar.
Com o fluxo elevado, a rodoviária do Rio foi obrigada a por em prática uma operação tarefa para dar conta do atendimento de todos os passageiros. Além da frota convencional de veículos rodoviários, pouco menos de 300 ônibus extras foram disponibilizados.
Em dias normais, 1150 coletivos de diversas companhias rodoviárias partem para destinos dentro e fora do estado.
As viagens preferidas para quem depende desse tipo de serviço acontecem em sua maioria, no início da noite, por serem períodos mais frescos e menos competitivos.
Quando os trajetos são maiores, e as passagens interestaduais são as mais comercializadas, municípios como Cabo Frio, Búzios, Arraial do Cabo, Saquarema e São Pedro d’Aldeia, pertencentes à Região dos Lagos, e Friburgo, Petrópolis e Teresópolis, da região serrana, e outros do sul do estado, lideram as primeiras opções entre os passageiros.
A Rodoviária Novo Rio também é famosa por ser ponto de partida para viagens até outros estados como Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo e da Bahia, além do Distrito Federal.
Na última vez em que o local ficou lotado por causa de feriados prolongados, passageiros tiveram dificuldade de embarcar porque uma das principais avenidas de acesso que interliga a saída do terminal estava interditada.
Como já era esperado, pelo menos um terço dos que embarcaram no último dia de 2013 já desembarcaram assim que a festança do Ano Novo terminou.  Na própria quarta-feira, no dia 1º de janeiro, 70 mil passageiros já haviam retornado para a capital maravilhosa.  Pelo menos metade dos que embarcam emendam uma semana de férias e fazem passeios fora de casa e por isso só aparecem no terminal dias depois.

CVC vende mais de 50 viagens rodoviárias pelo Brasil e Exteriorvia

Viagem rodoviária de onibusPor causa da crise aérea, a maior e mais tradicional agência de turismo do Brasil está apostando em viagens rodoviárias para a temporada deste final de ano.

No total, são mais de 50 opções de destinos feitos a bordo de um veículo rodoviário, com embarques em diferentes regiões da capital paulista e outros vindos do interior do estado para baixas e altas temporadas que acontecem nos próximos feriadões, com intensão de transportar milhares de passageiros até as cidades mais visitadas do país. Além de oferecer viagens para outros países vizinhos como a Argentina, Uruguai e o Paraguai. Esse é um dos roteiros oferecidos pela agenciadora CVC para aqueles que querem conhecer outros países, mas têm medo de ser transportado de aviação.

O conforto e a praticidade nas viagens rodoviárias peculiares nos modernos ônibus do tipo leito ajudam há percorrer 16 dias em busca dos melhores passeios, incluindo o custo das hospedagens e alimentação, no roteiro “Circuito Quatro Bandeiras”, um dos pacotes mais clássicos da empresa.

Quem não abre mão das belezas naturais do Brasil, pode optar pelo roteiro chamado de “Nordeste Espetacular”, que promete visitar seis estados do norte do país, em um passeio de 16 dias. O embarque é feito na capital baiana com sentido as capitais: Sergipe (Aracaju), Alagoas (Maceió), Pernambuco (Porto de Galinhas e Recife), Paraíba (João Pessoas), Rio Grande do Norte (Natal) e Ceará (Fortaleza).

Além de serem mais baratas, as viagens rodoviárias proporcionam total satisfação aos seus passageiros. Os leitos garantem conforto e suporte com assistência interna no serviço de bordo e até guia turístico para acompanhar os viajantes durante toda a jornada. Outra vantagem dos ônibus é a possibilidade de personalizar uma viagem, podendo fechar pacotes exclusivos com passeios e destinos escolhidos pelo próprio cliente.

Apesar da maior concentração dos embarques acontecerem em São Paulo, na capital, esse ano, a CVC resolveu disponibilizar vários roteiros que partem do interior do estado paulista, assim como acontece para outras capitais como em Porto Alegre, Vitória, Salvador, Fortaleza, Aracaju, Belo Horizonte, entre outras.

A compra das viagens rodoviárias pode ser parcelada em até 10 vezes sem juros.

Viagens de ônibus são sinônimos de qualidade de vida

 Qualidade viagens de ônibus

Quanto mais viagens de ônibus forem feitas daqui para frente, mais qualidade de vida será garantida para a população. Para o Laboratório de Poluição Atmosférica da Universidade de São Paulo a cidade paulista mais a região metropolitana são muito poluídas simplesmente pela quantidade de automóveis circulando no local. Paulo Saldiva é especialista em impactos gerados pela poluição aplicada ao cotidiano da população e explica que os ônibus rodoviários são de fato, a salvação para acabar com os prejuízos provenientes das fumaças e toda poluição que vem do trânsito. “Há muito tempo São Paulo optou por ser uma cidade para carros e não para pessoas. E hoje são as pessoas que sofrem numa política de mobilidade que precisa urgentemente ser alterada”, diz.

Segundo analise do coordenador do laboratório responsável pelos estudos sobre a poluição, o Brasil tem reais condições de realizar os processos necessários para prestar um serviço mais eficiente na malha rodoviária. O país é um dos poucos que fabricam e importam para suas capitais novas tecnologias, como os ônibus elétricos e hídricos e veículos com motor diesel para redução de emissão de gases. Priorizar o transporte particular como foi feito em São Paulo é um risco. No último levantamento realizado pela CETESB a capital e a região metropolitana do estado registraram recordes absurdos de poluição. Os problemas são tantos que para se ter uma ideia, em média, morre por ano em São Paulo, no mínimo quatro mil pessoas com complicações provocadas pela poluição.

O governo do estado de São Paulo gasta anualmente na luta para tratar pacientes com este tipo de problema, aproximadamente US$ 120 milhões. É o equivalente a construção de um bom hospital ano a ano. Para os mais inteirados e especialistas no assunto, usar os ônibus interurbanos e interestaduais também combate o sedentarismo e ainda serve para  incentivar as pessoas no controle mental. Em tese, quem usa o carro como veículo de transporte principal nunca anda a pé. De ônibus o acesso até acomodação no veículo é diferente. O passageiro que embarcar em um transporte coletivo também acaba se socializando mais, melhorando sua saúde mental.